Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

O Unicórnio

O dia a dia de um Unicórnio. Suas inspirações, aventuras e desaires.

O dia a dia de um Unicórnio. Suas inspirações, aventuras e desaires.

O Unicórnio

30
Mai16

Cid, até um dia, pá! Quem mandou dizeres mal dos transmontanos? Hein? Bad, bad boy!


O Unicórnio

 

Jose-Cid.jpg

 

O povo anda enervado, devido ao que José Cid disse sobre os transmontanos. O povo quer a morte do José Cid, quer que o José Cid se escafeda, que podreça no quinto dos infernos, o povo quer que o José Cid vá parar ao jardim das tabuletas. O povo quer que o José Cid morra, pim!

 

Pim, pam, pum cada bala mata um, lá em cima do piano tem um copo com veneno quem bebeu, morreu.

 

O José Cid proferiu dejetos e o povo quer que o José Cid se retire.  Diz-se que o José Cid não presta, que a música não presta, organizam-se excursões à Chamusca para ver onde o “salafrário” do José Cid nasceu. Grupos reúnem-se em tertúlias para decidir os tormentos físicos a infligir ao José Cid. Alguém ouviu dizer que alguém disse nalgum lugar, que o José Cid é o mafarrico, o anticristo, o belzebu que é ele é a encarnação do chifrudo.

 

O José Cid disse três parvoíces como costuma fazer quando vai à televisão e quase todo o país se rebela, sai à rua, organiza manifestações anti-Cid. Segredam-se coisas sobre o Cid que ninguém sabe e que nunca ninguém viu. Que o Cid é careca. Que o Cid tem prótese ocular, que o Cid é desdentado, que só tem um testículo, é marreco, perneta, maneta, tem hemorróidas, faz cocó mole e dá puns.

 

Pim, pam, pum, cada bala mata um lá em cima do piano tem um copo com veneno quem bebeu morreu.

 

O José Cid disse três alarvidades num canal que quase ninguém conhece e agora já não presta. Já não sabe cantar, compor, é piroso, não vale um cu, é um pedaço de cocó. O Cid que era só um dos melhores músicos do país, passou a ser um monte de esterco só porque disse três merdas impensadas na televisão. O Cid, ai esse grande velhaco, esse grande cabrão, esse “cafajeste”, esse gajo que por acaso até vive em Mogofores (lá para cima), é um degenerado, bastardo. Dizem que ouviram dizer a uma vizinha da comadre da sogra do Cid que ele é  amante de uma égua, de três bezerros, de uma elfa e de duas bombeiras de Santa Comba Dão.

 

Dizem que de noite os caninos lhe crescem e ganha asas e voa. É ele que vai chupar o povo, é um chupista. Homens de todas as idades, credos, convicções políticas e remimimi, foram buscar as armas para limparem o sebo ao Cid porque o Cid disse duas ou três merdas porque é maluco.

 

Aliás, sibila-se por aí, que foi o Cid que pôs o país no estado em que está.

 

Foi o Cid o culpado!

 

Matem o Cid, o desgraçado!

 

Matem! Matem o Cid, desmarquem concertos e deixem de comprar os Cd´s e ele que morra à fominha!

 

Fazem-se guiões para cinema com o tema Cid:

 

Cid, voltas a falar assim dos Transmontanos e levas na tromba”

 

“José Cid, voltas a falar assim dos transmontanos e levas com fezes no focinho” – Parte I

 

“José Cid, voltas a falar assim dos transmontanos e levas com fezes no focinho” – Parte II

 

“José Cid, voltas a falar assim dos transmontanos e levas com fezes no focinho” – Parte II – O Regresso.

 

O José Cid é o alvo a abater. O inimigo. O vilão. O mau. O porco. Já não é músico, já não é artista, é a pessoa mais odiada do país, o Cid, o gajo que canta “na cabana junto à praia, entre as dunas e os canaviais”. Cid, um dos gajos mais cantados no Karaoke e que bate as festas todas e que enche todas as salas do país.

 

O Cid é pior que o Bin Laden, pior que Hitler, pior que todos. O Cid é odiado.

 

Mas, meus senhores, mas... e os que diariamente gozam com o nosso trabalho honesto, nos lixam os bolsos, que desviam milhares para continhas lá fora e se passeiam debaixo do nosso nariz com enormes fortunas ganhas a lixar o contribuinte? O que são esses, meus senhores? Onde está a revolta? Onde é a manifestação em massa? Quem vamos expulsar do país? Quem? Vão por ordem alfabética ou por gravidade de crime? Quem vamos fazer sofrer devagarinho? Quem vamos apedrejar?

 

Pois. É isso. Claro.

 

Coiso. É isso.

 

Pois. Quem?!

 

Estou a ouvir mal, falem mais alto! Ah pois. Bem me parecia...

 

Esqueci-me de referir que o que ele disse sobre os transmontanos, .... foi há seis anos atrás. 

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D